Saltar para o conteúdo
Professor utilizando uma ferramenta online para realizar uma avaliação educacional

Nossos princípios norteadores em avaliação educacional

No Edify, consideramos nossos alunos em sua integralidade. Sendo assim, nossas soluções acadêmicas priorizam uma aprendizagem personalizada, significativa e colaborativa que promova motivação, engajamento, autonomia e sensação de progresso. A avaliação educacional é parte constituinte do processo de ensino e aprendizagem e baseia-se em premissas que norteiam nossas práticas.

O que é avaliação educacional?

A avaliação educacional se refere a coleta de evidências sobre o atingimento de objetivos de aprendizagem.  Em outras palavras, queremos saber se nossos alunos estão progredindo nos desafios e tarefas a que são expostos.

Avaliação é o processo sistemático de mensurar e analisar dados coletados sobre os conhecimentos, habilidades e competências de alunos, a fim de melhorar a aprendizagem e impactar seu progresso.

Qual a relação entre a avaliação e o processo de ensino-aprendizagem?

Partimos do princípio que a avaliação, o ensino e a aprendizagem estão intrinsecamente interligados.  Ao definirmos novos currículos e objetivos de aprendizagem, o pensar sobre as melhores formas de mensurar o atingimento desses marcos deve acontecer em conjunto,  assim como os materiais e práticas pedagógicas que irão apoiar os professores no trabalho dessas competências com seus alunos.

Qual o papel da avaliação somativa e formativa?

A avaliação somativa informa sobre o desempenho dos alunos através de escores e notas. Geralmente acontece no final de uma unidade, período ou ano letivo para checar o aprendizado após o ensino. É a avaliação do aprendizado e tende a ser desenhada com as características de validação.

Já a avaliação formativa é pensada para apoiar professores e alunos. É detalhada, específica e proporciona feedback descritivo e qualitativo com relação ao atingimento de critérios e rubricas. Checa a aprendizagem de forma contínua para determinar os próximos passos. É a avaliação para o aprendizado.

Acreditamos que a avaliação contínua, incluindo tarefas de natureza somativa e formativa, é essencial para apoiar a aprendizagem e promover a sensação de progresso.

O que devemos avaliar?

Com a introdução das competências e habilidades da BNCC, os currículos mudaram, assim como o processo de ensino e aprendizagem. A avaliação também precisou acompanhar essas mudanças. Consequentemente, focamos em conhecimentos e conteúdos, mas também avaliamos habilidades e competências, incluindo competências do século 21, através de tarefas e projetos com rubricas específicas.

Sempre que possível, é importante proporcionarmos tarefas avaliativas que ofereçam escolha, deem voz aos nossos alunos e que reflitam interações autênticas e relevantes. A preparação para um evento avaliativo oferece aos alunos motivação objetiva para aprimorarem seus conhecimentos. Queremos que nossos alunos sintam que a avaliação é um processo significativo e relevante.

Como devemos escolher nossos instrumentos para uma avaliação educacional eficaz?

Os instrumentos avaliativos que utilizamos podem ter propósitos e formatos diferentes mas necessitam estar alinhados com os objetivos de aprendizagem, práticas de sala de aula e serem adequados ao contexto educacional.

A Pandemia corroborou a premissa que provas formais não são a única oportunidade de avaliação. Criamos tantas outras possibilidades para avaliação, com ferramentas online, engajando alunos e gerando dados em tempo real. As tarefas avaliativas devem proporcionar oportunidades de aprendizagem, através do desenvolvimento de habilidades específicas e também para a produção de conteúdo relevante. Dentre algumas possibilidades de instrumentos avaliativos, destacamos:

  • atividades diagnósticas e formulários online;
  • questionários & quizzes;
  • projetos colaborativos;
  • portfólios digitais;
  • blogs & artigos;
  • relatórios & reflexões;
  • apresentações orais & depoimentos;
  • podcasts
  • tutoriais & video aulas.

Qual a importância dos dados coletados para alunos, professores e escolas?

Os resultados de avaliações educacionais proporcionam informações valiosas sobre o progresso dos nossos alunos. Através dos dados coletados, devemos refletir sobre a eficácia de nossos métodos de ensino, estratégias de aprendizado que desenvolvemos em sala de aula e modificar nossas práticas, decidir e gerar ações futuras.

Feedback construtivo é uma poderosa estratégia na jornada de aprendizagem pois proporciona reflexão e personalização, impactando positivamente os níveis de desempenho escolar. Ao darmos feedback de forma personalizada, conseguimos descrever pontos onde nossos alunos se destacam e sugerir ações para o aprimoramento de áreas específicas. Também é muito importante que nossos alunos reflitam sobre suas próprias estratégias de aprendizado e como podem modificá-las, para evoluir em seu progresso.

Como podemos sistematizar a participação de alunos no processo avaliativo?

As práticas de autoavaliação e avaliação em pares geram responsabilidade, autonomia, colaboração e reflexão crítica.  Em seu livro “Developing Assessment Capable Visible Learners”, Frey, Hattie e Fisher retornam à noção de tornar o aprendizado visível.  Alunos que se destacam são capazes de articular o que estão aprendendo e a razão, falar sobre suas estratégias de aprendizagem, articular seus próximos passos e utilizar estratégias de autorregulação. Além disso, almejam objetivos de excelência. Querem se tornar competentes em seus objetivos de aprendizagem. Também apoiam o aprendizado de seus colegas e valorizam o feedback.

Por fim, queremos que nossos alunos tenham um papel ativo na avaliação de sua evolução. Para que possam refletir de forma eficaz, é essencial que estejam familiarizados com rubricas de avaliação e técnicas de feedback aos seus pares para que esses sejam momentos de crescimento mútuo e de colaboração.

E quais são as suas crenças e práticas em avaliação educacional?

Estamos atualmente desenvolvendo um projeto de letramento em avaliação de línguas e gostaríamos de ouvir sobre as suas práticas avaliativas. Clique aqui e participe de nossa pesquisa!

Para saber mais sobre como o Edify pode ajudar a sua escola a desenvolver as melhores práticas em avaliação educacional, assista ao vídeo abaixo.

Referências bibliográficas:

Coombe, Christine. An A to Z of Second Language Assessment: How Language Teachers Understand Assessment Concepts. London, UK: British Council. 2018. Disponível em <https://www.britishcouncil.org/sites/default/files/a_to_z_glossary_final.pdf>. Acesso em 30/10/2019

Frey, Nancy;  Hattie, John;  Fisher, Douglas.  Developing Assessment-Capable Visible Learners, Grades K-12: Maximizing Skill, Will and Thrill. Conwin. 2018.
Quevedo-Camargo, Gladys. Avaliação online: um guia para professores. Letraria 2021. Disponível em <https://www.letraria.net/wp-content/uploads/2021/07/Avaliacao-online-um-guia-para-professores-ONLINE-Letraria.pdf> Acesso em 04/08/2021.

Compartilhe esse texto!

Avatar de Cristiane Corsetti

Cristiane Corsetti

Head da Área de Mensuração de Aprendizado do Edify. Possui Bacharelado em Letras Inglês e Alemão e Mestrado e Doutorado em Linguística Aplicada pela PUCRS, com período sanduíche na Universidade de Lancaster, Inglaterra. É especialista em treinamento de professores e em avaliação.

Assine nossa newsletter e fique por dentro de mais conteúdos relevantes sobre educação!

Veja textos relacionados: