Saltar para o conteúdo

Certificações internacionais no contexto da educação infantil bilíngue

  • Bilinguismo

A sociedade do século XXI, em consequência da globalização, precisa lidar com questões cada vez mais complexas e grandes desafios a todo momento. Em um mundo com menos fronteiras, amplo acesso à informação e à tecnologia, ressalta-se cada vez mais a existência de altos padrões de qualidade, especialmente na educação infantil bilíngue.

educação, logicamente, é uma mola mestra para que todo esse sistema se desenvolva eficientemente. Nesse contexto, o aprendizado da língua inglesa como língua internacional se torna imprescindível, e um novo modelo de aprendizado se faz presente: a educação bilíngue.

Os programas bilíngues têm como objetivo potencializar o aprendizado da segunda língua por meio de uma maior exposição e uma abordagem diferenciada, mantendo e respeitando os estágios de aprendizagem de cada faixa etária. Aprender uma segunda língua de forma lúdica e relevante, tornando o processo uma realidade na vida dos estudantes, mesmo na educação infantil bilíngue.

E como aferir a qualidade de aprendizagem?

Um dos pilares de um programa bilíngue é a excelência linguística. A avaliação contínua, ao longo do processo, deve trazer um senso de realização para o aluno, motivando-o a lidar com novos desafios.

Ao mesmo tempo, é importante que tenhamos a validação desse processo por meio de instituições sólidas, de reconhecimento internacional. Nesse cenário, temos no mercado diferentes exames de proficiência, com diferentes perfis, tais como o TOEFL e os testes de proficiência em inglês da Universidade de Cambridge, que podem nos ajudar a aferir os resultados dessa aprendizagem.

Os exames de proficiência de Cambridge Assessment English são testes mundialmente reconhecidos que podem nos auxiliar a aferir esses avanços de aquisição de novas habilidades e competências ao longo do processo.

Com mais de 2.800 centros em 130 países, os exames de Cambridge são prestados por mais de 5 milhões de pessoas todos os anos. Ao usar o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR), um padrão internacional utilizado para descrever habilidades linguísticas, os exames de Cambridge oferecem parâmetros consistentes para a avaliação desses resultados. Ao dar acesso a esse universo, inserimos nosso aluno nesse olhar global de qualidade.

Certificações internacionais no contexto da educação infantil bilíngue

Os exames inicias seriam realmente necessários?

Uma pergunta recorrente entre pais e responsáveis é se vale a pena o investimento em avaliações internacionais nos primeiros estágios de aprendizagem, uma vez que, para efeito de currículo, o que contaria seriam os exames de mais alta qualificação. Se entendermos que o processo de educação não visa somente a aquisição de um “futuro”, mas sim ao entendimento do presente, a resposta é claramente sim.

Nos níveis iniciais dos exames de Cambridge, StartersMovers e Flyers, não existe aprovação ou reprovação. Todas as crianças recebem o certificado, levando-as a um aumento de confiança e autoestima.

Como falamos de educação, um outro importantíssimo pilar refere-se às competências socioemocionais. A cada nova vitória, novos desafios se apresentam. E, dessa forma, criamos um ambiente propício ao desenvolvimento e à aquisição de valores. Quando as certificações de maior nível de proficiência forem feitas, teremos somente mais um degrau natural. E que venham novos desafios!


Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados: