Saltar para o conteúdo

Marketing de Conteúdo para a sua escola

  • Bilinguismo

Quando falamos em Marketing, pensamos logo em veicular anúncios nas ruas, subir uma campanha nas redes sociais, estar presentes em eventos e até produzir materiais com a nossa marca impressa. Apesar disso, a maioria das grandes empresas já está antenada em outra forma de vender sua marca: o marketing de conteúdo. 

Basicamente, esse tipo de estratégia consiste em produzir, criar, publicar e promover conteúdos personalizados para seu cliente. O assunto abordado não precisa necessariamente ter a ver com a sua escola, mas conversar com os seus valores e ser de interesse do seu cliente. 

A produção geralmente é de alguma informação em forma de texto, vídeo, áudio ou imagem. Atualizar o site da sua escola com as ações sociais que vocês promovem, por exemplo, é marketing de conteúdo, assim como postar nas redes sociais um vídeo do projeto que eles tocaram na aula de inglês. Assim, o seu negócio consegue atrair o público-alvo pelo assunto que ele procura e de quebra expor os diferenciais do seu produto.

De acordo com uma pesquisa feita pela empresa de consultoria Demand Metric, o Marketing de conteúdo custa 62% a menos que o Marketing tradicional, e 70% das pessoas declaram preferir conhecer uma companhia pelo conteúdo que ele gera do que por um anúncio. É por isso que 78% dos CMOs (Chief Marketing Officer, ou a pessoa responsável por liderar as decisões de marketing de uma grande companhia) acredita que esse tipo de estratégia é o marketing do futuro.

É verdade que estamos falando de multinacionais aqui. Mas, independentemente do tamanho do negócio, o marketing de conteúdo pode ser um grande aliado para a sua escola, seja ela uma creche, um cursinho pré-vestibular, uma escola pequena, uma rede com várias filiais, um colégio laico, confessional, ou qualquer categoria que se encaixar.

É por isso que, em um mercado competitivo como o da educação, o marketing de conteúdo para escolas é a sua chance de divulgar o que a sua instituição está fazendo, fidelizar os atuais responsáveis, chamar a atenção de pessoas que têm o interesse de matricular o filho na sua escola, e construir uma autoridade sobre determinado assunto. Afinal, é vendo o seu conteúdo que o público vai entender os seus valores e o que você tem a oferecer.

Pensando na importância dessa área, preparamos algumas dicas para você começar a desenvolver a estratégia de marketing de conteúdo para a sua escola.

1. Tenha um site informativo e responsivo

Seu site é a sua porta de entrada na internet. A maioria das famílias que estão procurando novas escolas para matricular seus filhos busca a instituição no Google. Por isso, é muito importante que o seu site seja responsivo (ou seja, funcione bem em qualquer celular, computador ou tablet que for aberto), tenha um design adequado, possua as principais informações sobre a sua instituição e apresente um conteúdo engajador, que faça com que as pessoas que estejam no ambiente virtual queiram ficar mais nele para descobrir o que você pode agregar na vida delas.

2. Expanda seu conteúdo

O universo do marketing de conteúdo para escolas é muito amplo. Sua instituição pode criar um blog vinculado ao site institucional, revistas de circulação interna, um canal no Youtube, estar presente nas principais redes sociais, ou qualquer outro veículo que se encaixe de acordo com a realidade do seu colégio. Faça uma pesquisa para ver em qual tipo de canal o seu público está presente e quais conteúdos ele costuma consumir. É importante ter em mente também a mão de obra disponível para escrever esses textos ou gravar esses vídeos. Se seus recursos forem limitados, é melhor apostar em uma quantidade menor de veículos e produzir assuntos engajadores e relevantes, do que estar em vários canais e deixá-los defasados.

3. Use técnicas de SEO

SEO é a sigla em inglês para otimização de mecanismo de busca. Quando os responsáveis fizerem uma pesquisa no Google com palavras-chave como “melhores escolas no bairro X”, “colégio com programa bilíngue“, ou qualquer outro termo relacionado ao seu negócio, você precisa ser um dos primeiros a aparecer para eles clicarem no seu site. Para isso acontecer, é necessário que a sua instituição esteja produzindo um conteúdo de qualidade otimizado para SEO. Ou seja, é preciso que os textos no seu próprio site e as páginas vinculadas a ele, como o blog, possuam essas palavras-chave uma boa quantidade de vezes. Você pode ler mais sobre SEO aqui.   

4. Tenha KPIs para medir seu engajamento

Não adianta produzir vários artigos, reportagens, entrevistas, fotos ou qualquer outro conteúdo e não saber se eles estão sendo bem recebidos por quem lê. Por isso, é preciso verificar algumas métricas frequentemente, como o número de visitantes únicos, visualizações, impressões, comentários, compartilhamentos, leads e a taxa de conversão. Esses dados são facilmente acessados na plataforma do seu site, ou nas métricas do Facebook  e do Google. É a tendência dos números que vai indicar que tipo de temática funciona ou não com o seu público, e se ela está gerando um retorno financeiro e de reputação no final.

5.    Fique de olho na periodização

Por fim, construir uma estratégia de marketing de conteúdo para escolas exige um foco no planejamento e na periodização. É preciso entender sua base e produzir conteúdo constantemente para que sua marca esteja frequentemente presente no imaginário delas. Ao mesmo tempo, você deve manter um espaço saudável para que eles não se sintam bombardeados e fiquem felizes com uma postagem nova. Vários sites na internet vão indicar uma frequência ideal, mas a verdade é que tudo depende do seu negócio e do seu público. Medindo os KPIs, você conseguirá fazer a análise não só de qual conteúdo funciona bem, como qual intervalo de tempo é o melhor para o seu público.

Amanda Magalhães

Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados: