Gestão Escolar no século XXI: desafios e possibilidades
Para a sua Escola
qui dez 12
Iolene Lima
Iolene Lima

Iolene Lima

Pedagoga, Gestora Escolar e Consultora de Negócios Escolares.

Iolene Lima

Gestão Escolar no século XXI: desafios e possibilidades

O cenário em que a sociedade está inserida tem mudado com grande velocidade. De fato, a globalização causou impactos tremendos nas relações, sejam elas pessoais ou comerciais. Um novo tempo se desenha à nossa frente. Com o avanço da tecnologia, temos a indústria 4.0 se delineando e, com ela, mais mudanças no cotidiano: a inteligência artificial é fato consumado e, nos próximos anos, a tendência é sermos profundamente afetados por ela – isso, se já não o somos! 

A educação deveria acompanhar esse movimento social de novas tendências. Indubitavelmente, algumas iniciativas têm aflorado e impactado o mercado educacional. Apesar da lentidão no avanço de indicadores de qualidade, como mostra o resultado do PISA 2018, é notória a necessidade de nos afinarmos com o novo século e realinharmos nossos processos com novos parâmetros. Não se pode educar na mesma perspectiva do século XIX ou XX. 

Para tanto, o gestor, figura essencial nesse processo de reestruturação, deve se atentar a alguns fatores imprescindíveis de gestão escolar para garantir assim, a sustentabilidade e o sucesso do negócio. 

Alguns pontos essenciais para a gestão escolar:

  1. Gestão de pessoas

O maior patrimônio de uma instituição são seus colaboradores. Portanto, uma política de captação e retenção de bons talentos é essencial para a sobrevivência de qualquer empresa. Escolher bem os funcionários, acompanhar durante o processo, dar feedbacks e estruturar planos de ação são funções gerenciais as quais é preciso ter um cuidado especial. 

Esteja atento também à comunicação interna: todos devem estar na mesma sintonia, com a mesma visão e missão. Da portaria ao Diretor, é preciso que todos estejam alinhados com as mesmas falas, conheçam o produto e demonstrem afetividade na acolhida. 

2. Gestão de processos

Outro ponto importante no processo de gestão escolar é o foco na otimização dos resultados da empresa apostando na melhoria contínua dos processos. Esse tipo de gestão busca identificar, desenhar, executar, documentar, medir, monitorar, controlar e melhorar processos de negócio, automatizados ou não, para alcançar resultados consistentes e alinhados com os objetivos estratégicos da organização. Para isso acontecer, o gestor precisa “desenhar” os processos e fluxos da escola, compartilhar isso com a equipe interna (colaboradores e alunos) e com a equipe externa (pais e parceiros).

3. Gestão da aprendizagem

De acordo com os novos marcos legais, BNCC e Diretrizes Curriculares Nacionais, deve-se compreender o aluno em sua integralidade, com dimensões cognitiva, emocional e física. Nesse processo, o protagonismo é do aluno. Por isso, a escola deve focar no processo de aprendizagem, em metodologias ativas e na possibilidade do ensino adaptativo.

4. Gestão de Negócio

Bons indicadores também se fazem necessários para não somente medir, mas acompanhar a evolução dessa aprendizagem e possibilitar realinhamentos durante o percurso. Os indicadores devem ser capazes de sinalizar desvios durante a etapa e não somente diagnosticar ao final do ano. 

Não menos importante, mas, com certeza, essencial para o funcionamento das unidades privadas, é a boa gestão administrativa financeira. Pedagogia não ensina administrar financeiramente uma instituição de ensino; portanto, se você é gestor “Pedagogo”, a orientação é clara: capacite-se para tal função. Um curso de MBA em Administração pode ser a solução imediata.

A empresa precisa de um orçamento anual, um plano de negócios e acompanhamento sistemático financeiro. Controle de inadimplência também garante a saúde da operação. O uso mais sustentável dos espaços e o controle de perdas também fazem parte das funções do gestor. 

A gestão articulada desses processos e a constante capacitação do gestor podem contribuir para o crescimento da instituição. Aliado a isso, soma-se, claro, uma boa dose de motivação e entusiasmo. 

Iolene Lima

Compartilhar:

Comentários:

* Campos obrigatórios.

Seja o primeiro a comentar esse conteúdo e ajude nossos leitores a criar um debate construtivo.

Artigos relacionados

Suporte emocional para o retorno das aulas
Para a sua Escola
seg jun 22 Almir Vicentini

Suporte emocional para o retorno das aulas

Todos os alunos precisarão de apoio emocional extra com o retorno das aulas. Embora os adolescentes normalmente já questionem a autoridade e ajam…

Leia Mais

Novo Ensino Médio e BNCC: os desafios da vez para a educação
Para a sua Escola
ter maio 19 Rodrigo Conde

Novo Ensino Médio e BNCC: os desafios da vez para a educação

Mesmo sem prever a pandemia do COVID-19 que se instaurou no mundo já era possível antecipar que o ano de 2020 seria um ano de muitos desafios e…

Leia Mais

Gestão educacional: o educador no distanciamento social
Educação

Gestão educacional: o educador no distanciamento social

    O tsunami social provocado pela crise do coronavírus atingiu, de uma ou de outra maneira, a todos nós. Sistemas políticos,…

Leia Mais