Saltar para o conteúdo

Fortalecendo a sua escola por meio das Instruções Diferenciadas

  • Práticas Pedagógicas

Com tantas novidades no mundo da Educação, e também com tantos desafios, é comum nos perguntarmos se nossa escola está oferecendo o melhor para nossos alunos. Quais são as possibilidades? Como garantir os melhores resultados? Como comunicar esses resultados para as famílias? Neste artigo vamos falar sobre Instruções Diferenciadas e como elas podem impactar no ensino e na marca da sua escola.

Antes de entrarmos no tema deste artigo, eu gostaria de recomendar outro que está diretamente conectado a esse. Nesse artigo, falamos sobre as tendências educacionais para a próxima década, com dicas práticas para a sua escola se adaptar.

Entrando, agora, no tópico de como a marca da sua escola pode virar um diferencial de mercado, eu gostaria que você iniciasse essa reflexão abrindo o LinkedIn ou o Google e pesquisando entrevistas de grandes empresários nacionais e internacionais, não importa qual o setor que eles atuem.

Ao ler as entrevistas, você encontrará um padrão: todos são questionados sobre as competências e habilidades que são o diferencial de suas empresas e seus funcionários, e todos mencionam trabalho em equipe, solução de problemas, pensamento crítico, resiliência, empatia, criatividade, flexibilidade e inteligência socioemocional. Repare que conhecimentos técnicos não são mencionados. Em resumo, o diferencial do momento e do futuro não é técnico, mas humano.

Isso significa que conhecimento técnico é inútil ou está desvalorizado? Com certeza que não. Mas convenhamos que ensinar a fórmula de bhaskara é mais fácil do que ensinar empatia, não é mesmo? O que ocorre é que atualmente, em função da tecnologia, o conteúdo técnico pode ser facilmente explorado e aprendido através de sites, tutoriais, podcasts, vídeos e tantos outros formatos que não existiam há 25 anos atrás.

O que é humano, por outro lado, nunca será simples assim. É necessário que um ser humano trabalhe intensamente com outro ser humano para que essas competências e habilidades sejam desenvolvidas.

É necessário convívio, reflexão, apoio. E pare para pensar nas dificuldades e conflitos que vemos no mundo hoje. A maioria não é causada por falta de conhecimento técnico, mas por falta de habilidades humanas.

A melhor forma de sua escola se destacar no mercado, é, portanto, assegurando-se de que está formando pessoas emocionalmente saudáveis e ativas, capazes de encarar qualquer desafio que o mundo lhes apresente.

A fórmula mágica? Trabalhar as habilidades humanas enquanto desenvolve também as técnicas através de Metodologias Ativas e Instruções Diferenciadas. Para saber mais sobre Metodologias Ativas, clique aqui. Agora, vamos conversar mais sobre as Instruções Diferenciadas?

A abordagem de Instruções Diferenciadas

Tem se destacado em fóruns internacionais e tem ganhado cada vez mais força no Brasil devido à BNCC e o Novo Ensino Médio. Ela parte do pressuposto de que cada pessoa é diferente e aprende em um ritmo e de uma maneira específica.

Note que Instruções Diferenciadas não significam atenção individualizada nem trazer atividades diferentes para cada aluno. A abordagem significa, em termos práticos, que através de uma aula centrada no aluno e de um processo minucioso de avalição (que não é dar nota, mas avaliar o aluno holisticamente), cada aluno terá a oportunidade de se descobrir e encontrar a melhor forma de desenvolver seus talentos.

Em sua obra The Differentiated Classroom – Responding to the Needs of All Learners (2014), Carol Ann Thomlinson cita algumas considerações práticas para o sucesso das Instruções Diferenciadas. Elas envolvem planejar com cuidado as instruções das tarefas de modo que elas não fiquem muito longas ou confusas, estabelecer uma rotina de sala de aula para otimizar o tempo, ensinar o aluno a focar na qualidade e não na quantidade e desenvolver um sistema de apoio que envolve a direção, a família e a comunidade escolar como um todo.

As Instruções Diferenciadas, assim, percebem a diversidade como normal e valiosa para gerar um ambiente educacional proativo em que o potencial acadêmico de cada aluno é respeitado e explorado a seu favor. Veja abaixo um resumo da tabela apresentada por Thomlinson na obra citada acima com as principais características das Instruções Diferenciadas em comparação com o sistema tradicional de ensino:

Trabalhar com Instruções Diferenciadas exige formação continuada de professores e conhecimento das mais variadas abordagens e metodologias. O Edify pode ajudar você. Entre em contato com nossa equipe para mais informações.

Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados: